Director: João Carlos Vieira
Segunda, 14 Outubro 2019 - Periocidade diária
2019-07-24 22:03
Francisca Veselko sagra-se vice-campeã da Europa

A jovem surfista da Linha de Cascais, Francisca Veselko escreveu mais uma brilhante página do surf nacional, ao conquistar para Portugal, a medalha de prata no Eurosurf.

Portugal deu assim um passo importante na caminhada para o título europeu de seleções graças ao feito histórico da Francisca Veselko, de apenas 16 anos.

A local de Carcavelos veio das repescagens até à finalíssima da competição de surf feminino para conquistar a prata, superada apenas pela mais experiente Claire Bevilacqua, italiana nascida e criada na Austrália, que teve de se aplicar para superar o surf maduro e corajoso de “Kika” Veselko.

Na proeza da adolescente portuguesa, registe-se que esta levou de vencida na final a campeã mundial de juniores Rachel Presti, norte-americana naturalizada alemã, além da inglesa Peony Knight. Rachel Presti que, aliás, Veselko também já havia vencido na sua bateria anterior, a final de repescagem.

“Estou muito feliz com este segundo lugar que sabe a primeiro, sobretudo se considerar o nome das minhas adversárias”, afirmou Veselko, acrescentando: “Sou muito jovem e sei que terei oportunidades de vencer ainda mais títulos, mas o mais importante para mim é somar pontos que permitam à nossa Seleção conquistar o título coletivo. Afinal, viemos cá para sermos todos campeões da Europa!”

Também na competição feminina, Carolina Santos ficou-se pelas meias-finais de repescagem depois de, recorde-se, Mafalda Lopes também já ter sido arredada da competição.

De fora deste Eurosurf fica também Pedro Coelho. Depois de no dia anterior, o português ter ido para a repescagem e, de forma brilhante, passar a segunda ronda desta fase, teve muito azar na escolha de ondas e acabou eliminado à terceira ronda.

Ainda no surf open, Pedro Henrique caiu para as repescagens, mas resistiu ao primeiro heat “da morte”, está agora na ronda 5 das repescagens e ainda com boas hipóteses de chegar muito longe na competição. Recorde-se que o surfista de origem brasileira já passou pelo WCT e é, como tal, um dos mais categorizados atletas em prova.

Quem parece imparável é Eduardo Fernandes. O surfista da Linha de Cascais tem apresentado um surf muito sólido e já garantiu lugar na meia-final de qualificação, ou seja, a dois heats da final das medalhas.

Também ainda em prova, os dois longboarders nacionais: João Dantas, campeão da Europa em título, e a algarvia Inês Martins.

Em termos de classificação provisória neste campeonato, Itália lidera, com Portugal logo atrás e Espanha no terceiro lugar. Portugal mantém, assim, sólidas pretensões ao “bis” Europeu, um feito nunca conseguido na história da modalidade em Portugal.

O Eurosurf é uma prova com a chancela da Federação Europeia de Surf e reúne em Santa Cruz 15 Seleções Nacionais: Portugal, Espanha, Itália, Alemanha, Inglaterra, Escócia, Irlanda, Holanda, Noruega, País de Gales, Suécia, Rússia, Dinamarca, Bélgica e Suíça.

PUB
Artigos relacionados:

Coloque as Farmácias de Serviço no seu site