Director: João Carlos Vieira
Quarta, 27 Março 2019 - Periocidade diária
2018-12-09 16:10
Atirador da Linha João Cordeiro conquista Madrid

Com uma exibição de luxo, o atirador do Clube Atlântico de Esgrima João Cordeiro sagrou-se em Madrid, o campeão do Torneio SAMA, prova Rainha do Calendário Espanhol de Espada Sénior.

Com 220 atiradores inscritos, o Atlântico apresentou-se nos dois dias de prova com 12 espadistas, num misto de gerações onde, num intervalo entre os 16 e os 34 anos, se junta a experiência e o atrevimento.

Começaram por jogar 182 atletas na procura da qualificação para a fase principal. Isentos estavam os primeiros 38 jogadores do Ranking Espanhol, posição onde já se encontrava João Cruz, uma vez que, ao jogar em Espanha em representação do VCE de Valladolid, pontua para o ranking local.

Fase de poules passada com distinção por Cordeiro, Vasco Lourenço e Filipe Frazão que, somando por vitórias todos os assaltos disputados, ficaram automaticamente qualificados para o grande dia das finais.

A restante armada tinha então pela frente duas eliminatórias para chegarem à qualificação, o que veio a acontecer com todos, excepto Sebastião Lima que, no confronto entre companheiros da equipa da Linha de Cascais, Sante Onofre, viria a perder.

Assim, já só estavam os melhores 86 e a fase de poules iria afastar logo 22 desses. Cordeiro e Filipe Frazão repetiam o desempenho na poule anterior e, vencendo todos os assaltos, ocuparam a posição 2 e 4 do quadro de eliminação direta.

Pedro Arede terminava com 5v/1d, Candeias, Lourenço e Miguel Frazão com 4v/2D, Sernadas, Onofre, Cruz e Teixeira 3v/3d e Bolaños, com 2v/4d, o que neste caso não lhe permitiu a passagem à eliminação direta.

Cordeiro iniciava no quadro 64 uma caminhada notável rumo ao Título, afastando Sarrio por 15/6, seguindo-se Rodriguez por iguais 15/6. No quadro 16 afastou Cristobal por 15/8, chegando a vez de começar a defrontar os titulares da selecção espanhola.

O primeiro foi Pereira, 22º do ranking mundial, que venceu por 15/12 e, já na meia-final, foi a vez de Ibañez, que havia afastado Candeias na fase anterior, voltando a vencer, desta feita por 15/11.

Na final, frente a Casado, Cordeiro dominou o assalto do princípio ao fim e com 15/10 carimbou a conquista do Título, fechando uma jornada onde foi claramente superior a toda a concorrência.

Mas de Madrid o Atlântico não saiu “apenas” com o triunfo, juntando-lhe também um excelente conjunto de resultados e desempenhos.

O jovem Filipe Frazão voltou a repetir o 5º lugar de Medina del Campo e, também aqui, ficou a um toque das medalhas perdendo 10/11 frente a Loyola, num assalto em que o Belga apenas esteve em vantagem no final. Até chegar aos quartos-de-final afastou Malpartida e Ripa, ambos por 15/10, seguindo-se, já no quadro 16 o seu colega de equipa, Pedro Arede, também por 15/10.

Ricardo Candeias ficou também ele à porta das medalhas, sendo afastado por Ibañes nos quartos-de-final por 9/15, depois de ter vencido Alarcia 15/6, Torres 15/5 e o líder do ranking Espanhol, Fabregat, por 15/9. No quadro 16, para além de Arede, esteve também João Cruz.

A classificação do Atlântico no SAMA – Madrid 2018 ficava assim com o Ouro para Cordeiro, 5º Filipe Frazão, 8º Ricardo Candeias, 11º Pedro Arede, 15º João Cruz, 20º Vasco Lourenço, 29º Tomás Sernadas, 42º Miguel Frazão, 52º Rafael Onofre, 54º Miguel Teixeira, 70º Tiago Bolaños e 87º Sebastião Lima.

DL/CAE

PUB
Artigos relacionados:

Coloque as Farmácias de Serviço no seu site