Director: João Carlos Vieira
Sábado, 23 Junho 2018 - Periocidade diária
2018-02-28 15:32
Oeiras apresenta “Artes em Diálogo”

O 2º ciclo “Artes em Diálogo” arranca no dia 10 de março, com uma novidade, que consiste na introdução de mais uma arte: a dança. E para além dessa nova presença artística, serão feitos diferentes enfoques estéticos consubstanciados em outros tipos de relacionamento, de diálogo, entre distintas formas de expressão artística, como a reunião da música com a gastronomia, na primeira fase do ciclo e com o cinema, na segunda fase, depois do Verão.

“Puccini, um exemplo de unidade artística” é o título do espetáculo que abrirá este 2º ciclo e apresentará árias e duetos de óperas célebres de Puccini, como Madame Butterfly, Manon Lescaut, La Rondine, Tosca, La Bohème, com Ângela Silva (soprano), Francisco Sassetti (piano) e João Maria de Freitas-Branco (conferencista). Terá lugar no dia 10 de março, às 17H00, no Auditório Municipal Ruy de Carvalho, em Carnaxide.

No dia 7 de abril, às 17H00, subirá ao mesmo palco “Artes maiores e artes menores: Música e Culinária”, um concerto à la carte: uma viagem músico-gastronómica, com Quarteto Opus 28, Maria João Sousa (soprano); João Maria de Freitas-Branco (conferencista).

A diversidade de conteúdos permanece como uma das principais características definidoras do ciclo, com produção da Câmara Municipal de Oeiras e da Associação Ginásio Ópera, com direção artística de João Maria de Freitas-Branco.

O fenómeno ópera, sendo singular expressão da reunião de todas as artes, continuará a dar o mote para uma reflexão que, de sessão em sessão, se vai construindo como uma espécie de puzzle. Reflexão que, imbuída de espírito pedagógico, busca contribuir para uma mais consistente fruição das obras de arte, assim como para uma mais forte, profunda e densa assimilação da criatividade artística em geral, com base no pressuposto de que o conhecimento favorece a vivência estética, concorrendo para afinar a fruição artística, para lhe conferir maior qualidade.

O esforço investido nesta realização cultural estriba-se na suposição de que, em geral, o convívio com as grandes obras de Arte contribui potencialmente para o bem-estar do ser humano. Mais Arte para maior qualidade de Vida. Ou, talvez com desmedido excesso de ingenuidade e otimismo, mais Arte para melhor qualidade de humanos.

Puccini, um exemplo de unidade artística, com Árias e duetos de óperas célebres de Puccini, como Madame Butterfly, Manon Lescaut, La Rondine, Tosca, La Bohème, com Ângela Silva (soprano), Francisco Sassetti (piano) e João Maria de Freitas-Branco (conferencista).

PUB
Artigos relacionados:

Coloque as Farmácias de Serviço no seu site