Director: João Carlos Vieira
Sábado, 21 Abril 2018 - Periocidade diária
2018-01-07 16:48
Sociedade Outeirense assinala 55 anos com instalações melhoradas

A coletividade de Outeiro de Polima comemora os seus 55 anos de existência com a inauguração de uma obra, financiada pela autarquia, que dá “maior capacidade” à Sociedade Recreativa Outeirense (SRO), “para poder continuar a servir toda esta população”, disse Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais.

São dois preciosos camarins, salientaria António Ramos, presidente desta coletividade cinquentenária de Outeiro de Polima, S. Domingos de Rana, referindo-se à obra que era inaugurada na abertura da comemoração dos 55 anos da Sociedade Recreativa Outeirense. Uma obra (71.800 €), totalmente suportada pela autarquia, mas fundamental para permitir que, entre muitas outras atividades, mantenha ativo o seu grupo amador de Teatro, “Tretas & Companhia”.

“Os dois camarins, agora inaugurados, são importantes já que, antes, os atores tinham que ficar sentados nas escadas para poderem entrar em cena. A coletividade não tinha capacidade para fazer uma obra destas e a Câmara Municipal de Cascais forneceu-nos o dinheiro suficiente para que os camarins fossem construídos e aqui está uma obra boa, com muita qualidade e que dá assistência ao palco e aos artistas que nele trabalham”, disse António Ramos a poucos minutos da inauguração.

“É difícil definir qual o momento mais importante desta coletividade, quando andei por aqui a abrir caboucos”, recordaria o presidente da SRO. “Tivemos momentos bons e maus, e até estivemos à beira de fechar”, resume. Mas foram resistindo e agora assinalam os 55 anos de uma coletividade que, garantia António Ramos, “só pára ao domingo, todos os outros estão ocupados, quer com o karatê, com a dança, com o balé, a ginástica ocupacional, um centro de dia e a equipa de teatro amador que todos os dias trabalha para levar ao público espetáculos, sempre gratuitos”, acentua António Ramos.

“É mais um bom exemplo de quanto o movimento associativo está vivo e bem vivo”, diria Carlos Carreiras” evocando nesta cerimónia “não só os homens e mulheres que há 55 anos tiveram o ensejo de lançarem este projeto, mas hoje também com a felicidade de podermos inaugurar a melhoria das instalações que permitem uma atividade cultural mais intensa a partir de Outeiro de Polima”.

O presidente da Câmara de Cascais deu os parabéns ao Outeirense e anunciou a recuperação para breve do “Casal Saloio, património que a Câmara adquiriu há uns tempos, mas também da Vila Romana de Freiria, objeto de concurso a fundos comunitários já aprovado”.

Com mais estas duas iniciativas da autarquia, referiria Carlos Carreiros, “surge a possibilidade de, junto ao Outeirense, na vizinhança desta coletividade” serem recuperados “mais dois equipamentos culturais”.

DL/ HC (CMC)

 

PUB
Artigos relacionados:

Coloque as Farmácias de Serviço no seu site