Director: João Carlos Vieira
Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017
2017-10-08 20:05
Portugal segue invicto no Eurosurf

A seleção nacional deu hoje continuidade à excelente prestação evidenciada no dia de estreia no Eurosurf 2017, com os nove atletas que integram a comitiva nacional a alcançarem todos a qualificação para a fase seguinte da prova. Carol Henrique, no surf feminino, e João Dantas, no longboard, alcançaram mesmo as melhores pontuações do dia nas respetivas classes.

Ao contrário do que as previsões apontavam, a chuva acabou por dar tréguas aos competidores, o que certamente terá contribuído para a presença de milhares de espetadores na praia de Bore, no sul da Noruega.

Para o segundo dia de competição tinha ficado reservada a estreia das categorias de surf feminino, longboard e bodyboard (masculino e feminino). Depois da superioridade demonstrada pelos surfistas portugueses da categoria Open no dia inaugural do Eurosurf 2017, o dia de hoje prometia trazer mais dificuldades à seleção nacional.

E a competição iniciou-se logo com uma prova de fogo à ambição lusa. As duas surfistas portuguesas, Carol Henrique e Mafalda Lopes, foram sorteadas no mesmo heat, pelo que tiveram de enfrentar a qualificação juntas, disputando os dois lugares que davam acesso à segunda ronda com as irlandesas Shauna Ward e Holly Widger. As portuguesas estiveram implacáveis, com Mafalda Lopes a qualificar-se no segundo lugar e Carol Henrique a alcançar a primeira posição com a melhor pontuação de toda a ronda (14,84 pts).

Foi já com a presença do Príncipe Haakon da Noruega entre os espetadores que se deu a estreia do longboard neste Eurosurf 2017. O representante português, João Dantas, bicampeão nacional da categoria, confirmou o favoritismo e alcançou a qualificação com 12,46 pontos, que lhe valeram o primeiro lugar e melhor pontuação do dia da classe.

Os últimos portugueses a competir nesta primeira ronda seriam os bodyboarders Daniel Fonseca e Teresa Padrela. Com as ondas a baixarem bastante de tamanho, dificultando as manobras dos atletas, o campeão nacional e a jovem esperança portuguesa, ainda com idade júnior, enfrentaram algumas dificuldades, mas conseguiriam fazer sobressair a sua qualidade, alcançando ambos a qualificação para a fase seguinte da competição. O selecionador nacional de bodyboard, Nuno Trovão, considera que “os dois atletas deixaram excelentes indicações, correspondendo ao que tinha sido planeado para o início do campeonato e fazendo crescer a confiança para as próximas rondas”.

O dia terminaria da melhor forma para a seleção portuguesa, com as duas atletas de surf feminino a voltarem à água para disputar a segunda ronda da prova. Carol Henrique e Mafalda Lopes não deram hipóteses às adversárias e venceram ambas os respetivos heats, estando já na terceira ronda do quadro principal.

David Raimundo, selecionador nacional de surf, não esconde o entusiasmo com a prestação portuguesa nos dois primeiros dias de prova: “Tem sido um início de campeonato de acordo comas nossas expetativas. Temos todos os atletas no quadro principal, um excelente espírito  de grupo e uma gande confiança para os próximos dias de competição”.

PUB
Artigos relacionados:

Coloque as Farmácias de Serviço no seu site