Director: João Carlos Vieira
Domingo, 22 de Outubro de 2017
2016-09-21 21:21
Clássicos invadem Cascais

Batendo todos os recordes de presenças, mais de 1.000 veículos clássicos participaram na 4.ª edição do "Cascais Classic Motorshow".

Com glórias da história automóvel, este festival organizado pelo ACP, com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, proporcionou uma exposição, uma prova de velocidade e um desfile pela Avenida Marginal de perto de 600 clássicos.

A festa dos clássicos arrancou com o “II Quilómetro Lançado”, uma original prova de velocidade para os veículos produzidos até 1930 que contou com duas dezenas de participantes.

Na categoria dedicada aos automóveis Veteranos, o vencedor foi Pedro Filipe em Ford T de 1912. Nos automóveis Vintage, Nuno Navarro foi o mais rápido, em Ford A de 1928, atingindo uma média horária invejável de 30 quilómetros por hora.

Depois e batendo todos os recordes de participação, a prova de esforço foi um desfile entre Cascais e S. Pedro do Estoril, em plena Avenida Marginal, ou não fosse esta a via eleita como uma das mais belas na Europa para conduzir.

No âmbito deste festival automóvel, Cascais acolheu, por exemplo, um dos sete Ford GT40 Mk III (1960) construídos no mundo. Propriedade de Luiz Simões, o clássico conquistou as preferências do público, arrecadando o prémio Best of Show no Concurso de Elegância Internacional do Cascais Classic Motorshow 2016, em que participaram 54 automóveis divididos por nove categorias.

Mais moderno, mas igualmente clássico capaz de despertar paixões, o Maserati Merak de 1971, de José Teixeira conquistou o Prémio de Conservação no Concurso de Elegância internacional, distinção entregue pelas mãos de Carlos Carreiras, Presidente da Câmara Municipal de Cascais e que fez jus ao trabalho feito pelo proprietário.

De entre os participantes vindos da Suécia, Inglaterra, Suíça, Alemanha, Espanha e Brasil, o público distinguiu o BMW Isetta 300 de Nuno Madeira, que recebeu o Troféu João Lopes da Silva.

Nas motos, destaque para a Menção Honrosa atribuída à centenária Harley-Davidson Modelo F de 1916, de Joaquim Boavida, que cumpriu, com distinção, uma volta ao perímetro do Hipódromo. No final, o júri atribuiu o prémio Best of Show à Norton International, de João Paulo Fragoso.

Uma das novidades da edição de 2016 do Cascais Classic Motorshow foi o Rali ACP, com 75 equipas participantes. Nuno Serrano e Alexandre Berardo, em Peugeot 205 GTI de 1984, foram os vencedores da geral, seguidos de Miguel Jerónimo e Rui Martini (Porsche 911 SC de 1982)) e João Gonçalves e António Caldeira (Jaguar E-Type de 1966).

DL/CMC

PUB
Artigos relacionados:

Coloque as Farmácias de Serviço no seu site